Trabalhadores desempregados aquecem a economia informal

Por: Redação | 15 maio 2016 | 06:24 pm
Desemprego bate recorde e já beira 11 milhões de desempregados
Foto: Divulgação
Imagens mostram a movimentação na Feirinha da Madrugada neste sábado

Nos últimos anos a economia informal vem crescendo no país de forma estrondosa. Só em 2015 movimentou aproximadamente de 16,1% do PIB brasileiro, devido o grande número desempregados que vem crescendo no país. A feira do Brás e as feiras itinerantes é o destino de muitos dos trabalhadores que estão perdendo seus empregos. Segundo Rogério da Feira do Brás, Presidente da Associação do microempreendedores e feiras itinerantes do Estado de São Paulo, o crescimento de trabalhadores nas feiras aumentou visivelmente. “Recebemos diariamente pessoas que querem trabalhar vendendo seus produtos nas feiras itinerantes e no Brás, infelizmente o desemprego está assombrando a família brasileira, temos até engenheiros e advogados que vêem ao nosso encontro pedindo ajuda para montar seu negócio nas feiras. Temos hoje uma função importante nesse momento de crise, pois empregamos mais de 10 mil pessoas só na capital paulista, e nossos produtos possuem nota fiscal e tem procedência. Disse Rogério da Feira do Brás à equipe Giro1.

A crise econômica vem preocupando muito os brasileiros, e os indicadores só parecem piorar. O mês de janeiro teve o maior aumento na taxa de desempregados nos últimos quatro anos. Já são 10,7 milhões de desempregados no país, e os impactos disso começam a aparecer.

Pesquisa inédita realizada em todo o país por uma empresa de análise de crédito mostra que metade da população mais pobre que está inadimplente já não consegue mais pagar as contas por estar desocupada.

Crédito: Redação

Veja também

Publicidade